‘Torcedor sinistro’ do Brasil é finalmente identificado

Se você está acompanhando os jogos da seleção brasileira na Copa do Mundo com certeza já viu a imagem do torcedor misterioso, loiro, olhar penetrante, olheiras profundas e bandeira do Brasil nas mãos. Sua presença foi registrada pelas câmeras de televisão do mundo inteiro durante o jogo contra o México, válido pelas oitavas de final.

Ái, que meda!

O “torcedor sinistro”, “torcedor misterioso” ou, o melhor, “Feiticeiro do Hexa”, acabou inspirando uma série de memes – gostamos, manda mais -, mas também de perfis falsos no Twitter. Gente que, inclusive, ganhou milhares de seguidores mentindo descaradamente. Poxa, gente… Ainda metem uma dessa? Que malandragem otária…

Enfim… O mistério, porém, acabou. O jornal Correio Braziliense finalmente encontrou, com a ajuda de um leitor, o torcedor misterioso. Ele se chama Yury Torsky, é russo e nasceu em Mirny. Hoje, mora em Samara, cidade onde o Brasil enfrentou o México sob suas olheiras atentas. Está lá para trabalhar no Centro Espacial de Samara, de onde saem os foguetes russos.

Leia também  Vereador muda nome de creche 'Arco-Íris' alegando 'promoção do homossexualismo'

Sua bandeira do Brasil foi comprada durante uma viagem a Cayenne, cidade na Guiana Francesa. “Fiquei muito feliz de ver o Brasil na minha cidade”, disse Torsky ao jornal, por telefone. Ele também foi a outros jogos realizados em Samara, mas promete continuar torcendo pelo Brasil. Como o Brasil não tem mais como jogar na cidade… Parece que não teremos mais o “Feiticeiro do Hexa” por perto para nos ajudar.

A não ser que alguma marca ou emissora de TV pague pelos ingressos dele. Quem sabe? Eu acho que vale a pena.

Nas outras fotos de suas redes sociais ele não parece tão sinistro assim. Olha só ele em uma feira de sua cidade!

Ok, ok… Ele é meio sinistro mesmo. Deixa pra lá.