Cãozinho passa 6 dias perdido no deserto depois de pular de avião

Gaspar é um cãozinho chileno de dois anos da raça dachshund, o famoso “salsicha”, e teria muita história para contar se pudesse falar em vez de latir. Tudo começou quando sua dona, Janis Cavieres, foi de Santiago a Iquique, no Chile, mas não pode levá-lo pois fez a viagem de ônibus.

Sua amiga, Ligia Gallardo, faria o mesmo trecho de avião e se prontificou a levar Gaspar com ela. Gaspar na caixinha de transporte, Gaspar no bagageiro do avião… Tudo certo. Até o momento do pouso, 2 horas e 20 minutos depois. Quando o avião chegou ao aeroporto Diego Aracena, em Iquique, só havia a caixa de transporte. Nada de Gaspar.

A companhia aérea Sky, responsável pelo voo, diz que a caixa caiu e abriu-se no momento do pouso. Assim que o bagageiro do avião foi aberto, Gaspar fugiu correndo, assustado, em direção ao deserto do Atacama, vizinho ao aeroporto. O cãozinho simplesmente desapareceu deserto adentro.

Foi quando Janis Cavieres iniciou uma busca incluindo autoridades locais e campanhas nas redes sociais para encontrar Gaspar. A Sky chegou a disponibilizar um carro exclusivamente para as buscas, que envolveram até o Corpo de Bombeiros e uma equipe de soldados da Força Aérea do Chile. Foram seis dias de angústia, e nenhum sinal do cachorro.

Dois dias antes de darem as buscas como encerradas, um cão com as características de Gaspar foi visto em um posto militar próximo ao aeroporto. O bicho, assustado, fugia sempre que alguém se aproximava. Os funcionários da companhia aérea foram até o local e localizaram o cão. Era Gaspar! “Ele estava sujo e bastante estressado. Estavam desnutrido. Ele ficou perdido por seis dias, o que o fez perder muito peso. Agora ele está com 6 quilos, e pesava nove”, disse Paola Bravo, a veterinária responsável pelos primeiros socorros, informa o jornal Clarín.

Gaspar voltou para casa e está muito bem, obrigado, depois de sua aventura no deserto. Aos poucos, recuperou seu peso normal e está cercado de muito carinho em casa. Olha ele passeando por La Tirana, em Tarapacá, no Chile: