Para dar desconto de R$ 0,46 no diesel, Temer tira R$ 9,5 bi de Saúde, Educação e… Transportes

Quanto custou diminuir 46 centavos no litro do óleo diesel nas refinarias, valor que deveria ser repassado ao grande público nas bombas de combustível dos postos? Senta que vai começar uma grande lição sobre o nosso país, com informações de O Globo.

Nada é de graça, a gente sabe. Mas… Este descontinho de R$ 0,46 por litro custou R$ 9,5 bilhões. E saiu de outras áreas do governo de Michel Temer. O corte acabou comprometendo o orçamento de 19 ministérios. Ironicamente, um dos mais afetados foi o Ministério dos Transportes, com perda de R$ 1,4 bilhão.

Mas tem coisa mais grave.

Foram descontados R$ 55,1 milhões no orçamento do Ministério da Educação. Entre os programas afetados estão o financiamento estudantil e a grana para fortalecer o ensino superior. Mas… Quem precisa de faculdade? (ironia)

O Ministério da Saúde foi outro dos afetados, com R$ 34 milhões a menos no programa Mais Médicos e R$ 11,8 milhões no Farmácia Popular. Isso sem contar os R$ 38,9 milhões da verba destinada à manutenção das unidades de saúde, que já sabemos que estão incríveis (ironia).

O Meio Ambiente também sofreu, com cortes milionários na fiscalização ambiental e nas unidades de conservação. Mas… Quem liga para o meio ambiente, não é mesmo? (ironia)

A Segurança também recebeu mordidas doídas em seu orçamento, logo esta porção que tanto interessa ao cidadão de bem, que somos todos nós, não é mesmo? R$ 1,5 milhão saiu do “policiamento ostensivo nas rodovias e estradas federais” (que combate o tráfico de drogas) e R$ 4,1 milhões destinados ao combate ao tráfico de drogas (que… bem… já está escrito aí) viraram diesel barato.

Isto, e também verba destinada para o combate ao tráfico de seres humanos, à exploração sexual infanto-juvenil e à pedofilia.

E aí? Gostou da solução final? Ficou feliz com o desconto no diesel? Conta pra gente nos comentários do Facebook.