Moradores de cidade do Amapá fazem festa em enchente (VÍDEO)

Existem duas realidades distintas nas enchentes que atingiram o município de Laranjal do Jari, no Amapá. A primeira é de absoluta preocupação, já que pelo menos 92 famílias foram obrigadas a deixar suas casas e estão recebendo auxílio do Exército e do Corpo de Bombeiros. Quatro escolas municipais, três estaduais e um posto de saúde também foram afetados com a cheia, informa o G1.

Cheia esta que, aliás, é infelizmente bastante comum. Desta vez, o Rio Jari subiu 2,75 metros com as chuvas. O drama é tão recorrente que já existe um esquema para distribuição de kits humanitários e água potável, que chega às ruas mais alagadas em embarcações com caixas d’água instaladas.

Talvez pelo cansaço, talvez pela rotina e certamente por ligarem o famoso f***-se, um grupo de centenas de moradores de Laranjal do Jari saíram às ruas alagadas e, com água batendo perto da cintura, fizeram uma festa com música, bebida e muita animação. Parece mentira, mas, não, é só o Brasil mesmo, este país surrealista. E temos imagens para provar este aparente absurdo.

Leia também  Facção pinta 'código de ética' em parede: 'respeito uns com os outros'

Quem não gostou nada da história, com toda a razão, foi a Superintendência de Vigilância em Saúde. “Quem participa está se expondo a um alto risco de contaminação por todas as doenças de veiculação hídrica, como febre tifoide, leptospirose, verminoses, doenças da pele, escabiose. É horrível estarem fazendo isso”, disse o diretor do órgão, Emanuel Bentes, ao site SelesNafes.

Abaixo, o vídeo da festa molhada dos moradores de Laranjal do Jari:

Sugestão da leitora Flávia Calado