Greve atrapalha entrega de plantas e decoração de casamento é feita com mato

Tem notícia sobre a greve até no site da revista Casa Vogue, gente. Um casamento realizado no último sábado em Tiradentes, Minas Gerais, teve sérias contingências devido à greve dos caminhoneiros. Os caminhões que levariam a decoração foram bloqueados na madrugada de terça-feira da semana passada.

Os móveis – cadeiras, mesas e afins – foram alugados de fornecedores de cidades vizinhas, o que resolveu parcialmente o problema. Mas… E as flores e plantas? O florista responsável, Joel Matsuoka, juntou sua equipe e foi buscar o que precisava no mato, na fazenda onde a cerimônia aconteceu e nas propriedades vizinhas.

“Nós passávamos nas fazendas e sítios e íamos pedindo as flores e plantas, e eles davam sem dó. Eu nunca vi disso, essa solidariedade sem nunca ter nos visto antes, somente pela vontade de ajudar. Foi lindo”, afirmou Joel. “Toda aquela pompa e sofisticação que tínhamos planejado há um ano atrás, nada daquilo aconteceu, mas foi ainda melhor”, disse a decoradora da festa, Valeria Leão Bittar.

Sugestão da leitora Kamila Maestri