Passageira de moto usa caixa na cabeça e burla o Código de Trânsito com mecânica quântica

Você provavelmente está com um sorriso no lado da boca e não está percebendo a genialidade malandra das pessoas da foto. O que você vê? Um homem com capacete em uma motocicleta carregando uma mulher na garupa. E esta mulher está usando uma caixa de papelão na cabeça. É naturalmente engraçado.

Para o G1, a testemunha que enviou a fotografia, feita nas ruas de Taubaté, São Paulo, deu o seguinte relato: “Tinha um caminhão do meu lado e vi que o motorista estava rindo muito, aí fui ver do que ele estava rindo e vi a passageira usando a caixa de papelão na cabeça. Nunca tinha visto nada assim”, disse Adriana Brito ao site.

Adriana estava com uma amiga no carro e as duas desenvolveram uma teoria bastante verossímil: “Acho que o motociclista foi dar carona para ela, mas ela não tinha onde colocar a caixa e colocou na cabeça”, afirmou ao G1. Pode ser? Pode ser. Mas… A gente conhece a malandragem do brasileiro, talvez o povo mais criativo do mundo, para o bem e para o mal.

Leia também  Comerciante vende pipoca com camarão e com salada de frutas no Rio

A teoria que nos agrada mais está subentendida no que a Secretaria de Transportes informou ao site. “A prefeitura apontou ainda que não se sabe se a mulher estava ou não usando o capacete por baixo da caixa. Caso não estivesse usando capacete, e fosse abordada por um agente de trânsito, o motociclista autuado por infração gravíssima, com pena de sete pontos na carteira de habilitação e suspensão do direito de dirigir”, afirma o site.

Só pode ser isso, gente. A carona está com uma caixa na cabeça e, segundo a teoria do Gato de Schrödinger (vide Google), ela pode ou não estar com um capacete. O gato está vivo ou está morto dentro da caixa? Ele está vivo e morto ao mesmo tempo. Ou seja… A carona está (e ao mesmo tempo não está) de acordo com o Código Brasileiro de Trânsito. É o brasileiro usando a mecânica quântica no dia a dia! Palmas, por favor.

Sugestão do leitor Leandro Sousa