Mulher enterrada na Idade Média ‘deu à luz’ no túmulo

Arqueólogos fizeram uma descoberta bizarra durante escavações em Ímola, na Itália. Enquanto escavavam túmulos da Idade Média na região, encontraram as ossadas de uma mulher com as de um bebê entre as pernas. O que diabos teria acontecido?

Depois de analisarem os restos mortais, cientistas descobriram que se tratava de um “nascimento em túmulo”, informa o Extra. Ou seja: o bebê nasceu depois que a mulher tinha sido enterrada. Mesmo assim… O que aconteceu? Seria um ritual macabro?

Leia também  Policiais receberam ordem para prender homens negros e ligá-los a crimes não resolvidos

Provavelmente não. Ainda segundo os estudos, publicados na revista médica World Neurosurgery, sobre neurocirurgia, a mulher teria passado por um tratamento invasivo – possivelmente trepanação, em que o médico abria o crânio do paciente com uma broca – uma semana antes de seu enterro.

No momento em que foi posta no túmulo, aliás, é muito provável que o bebê já estivesse morto e tenha sido apenas expelido pelo corpo. O bebê teria 38 semanas.