Conheça ‘Pigcasso’, a porca pintora que vende suas obras por até R$ 4 mil

O bicho está pegando no mundo das artes (desculpa). Uma porca de 200 quilos natural da África do Sul descobriu-se artista e, hoje, tem sua própria galeria de arte e quadros expostos no mundo inteiro. Foi batizada como Pigcasso, um trocadilho que homenageia o gênio espanhol do mundo das artes Pablo Picasso.

Sua trajetória surreal começou quando, aos quatro meses de idade, foi resgatada de um abatedouro por Joanne Lefson, ativista e fundadora da ONG de proteção aos animais Farm Sanctuary. O interesse de Pigcasso pela arte começou com os lápis e pincéis de Lefson, segundo a própria, “a única coisa que ela não comia”, informa o El País. A porca começou a pintar quando Lefson passou a incentivá-la com recompensa de comida, mesma técnica usada para ensinar um cão a sentar ou dar a patinha.

As obras de Pigcasso, classificadas pela dona como “expressionismo abstrato” são vendidas por até R$ 4 mil no site de sua galeria e foram mostradas ao público da Cidade do Cabo na exposição Oink!, sua primeira. Logo, a Oink! segue para grandes centros artísticos como as cidades de Paris, Londres, Berlim e Amsterdã. As vendas são revertidas para o sustento do santuário onde mora e para campanhas de conscientização sobre o impacto da produção de carne no meio ambiente.

Para quem não tem dinheiro para comprar os quadros ou viajar para ver a exposição, é possível acompanhar a incrível e movimentada vida de Pigcasso em sua conta oficial no Instagram. É muita fofura.

Sugestão do leitor Henrique Calabrez