Pedreiros denunciam infrações do trabalho em obras de prédios da Justiça do Trabalho

Cinco pedreiros e azulejistas entraram com processo na Justiça do Trabalho por terem trabalhado sem carteira assinada e sob ameaça de demissão caso falassem sobre as infrações, informa a Repórter Brasil. Os acusados? A própria Justiça do Trabalho.

As obras em questão foram realizadas em três tribunais do interior de São Paulo, em Campinas, Cruzeiro e São José dos Campos. “Na hora que a gente ia falar de salário ou de ‘por no pau’, eles falavam que a gente ia perder o emprego. Mas a gente tem família, né?”, disse um dos trabalhadores ao site.

O Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região, responsável pelos prédios nas três cidades, disse em nota desconhecer os casos e afirmou que não compactua com infrações à lei trabalhista.

Sugestão do leitor Vinícius de Souza