Traficantes do Rio cobram ‘semanada’ de motoristas de van

Um dos prédios localizados na região da estação Central do Brasil, no Centro do Rio de Janeiro, abriga a Secretaria de Segurança Pública do Estado. Nem isso impede que traficantes armados e munidos de caderno e caneta desçam a favela da Providência, também vizinha, todas as quintas-feiras para cobrar R$ 50 de cada motorista de van que atua nas rotas para a Baixada Fluminense, informa o jornal Extra.

“É o arrego do tráfico”, disse um motorista que não quis se identificar. “Eles são organizados e têm até uma espécie de planilha. Pegam as placas dos carros e o número de ordem do Detro. Fica tudo anotado num caderno. Quando o motorista encosta o veículo e desce do carro, eles abordam e fazem o ‘recolhe’. Depois que recebem o dinheiro, colocam um ‘OK’ ao lado da placa anotada no caderno.”

Leia também  Site falso do Banco do Brasil tem link de dúvidas com texto 'Ligue pra nóis'

Rui Barbosa, delegado da 4ª DP (Central do Brasil), disse ao jornal que já identificou quatro pessoas envolvidas em ações semelhantes realizadas contra empresas de ônibus. Ele acredita que são do mesmo grupo que está extorquindo os motoristas de van e promoveu um arrastão em uma rua próxima em maio desse ano. Os comerciantes também seriam obrigados a pagar a “mesada” do tráfico. Não há informações sobre presos.