Mulher grita ‘Eu te amo, Temer!’ diante do Planalto, passa mal e cai

O julgamento da chapa Dilma/Temer no Tribunal Superior Eleitoral, em Brasília, tem inspirado cenas estranhas, praticamente sobrenaturais. Diante do Palácio do Planalto, por exemplo, uma mulher que ainda não teve a identidade divulgada começou a gritar “Eu te amo! Eu te amo, Temer!” e dizer que não poderia morrer sem encontrar com o presidente Michel Temer. Como acontece em cenas de possessão demoníaca – é claro que não foi o caso -, ela caiu no chão sem forças depois da catarse.

A mulher acabou socorrida na hora por seguranças da guarda presidencial. Seguiu dizendo que estava sendo enganada pelos seguranças. “Vocês estão mentindo! Não vão me levar para encontrar com ele…”. Logo depois, foi posta em uma cadeira de rodas e levada para atendimento médico dentro do Planalto, informa O Globo.

Leia também  Jovens roubam garrafas de catuaba e PM usa até helicóptero para encontrá-los

Nenhum padre ou pastor foi chamado para tirar o demônio de dentro de seu corpo, porque fica claro que não se trata de um caso de possessão. O surto de amor pelo presidente foi bem na hora do julgamento que pode tirá-lo do poder. Não se sabe como ela reagiria se esse for o caso. Marcela Temer, mulher do presidente, também não foi procurada, já que não parece haver motivos para ela ter ciúmes.