Diretor de órgão contra a corrupção da Colômbia é preso por… corrupção

Imagina a fragilidade institucional de um país que tem como líderes políticos acusados de corrupção? Ok, ok… A gente não precisa imaginar isso, a gente sabe muito bem o que é. Mas, pelo menos para o bem da ironia, ainda não tivemos um caso semelhante no Brasil. Luis Gustavo Moreno, diretor da Promotoria Nacional contra a Corrupção na Colômbia, foi preso por… corrupção.

Moreno é acusado de ter atuado em um esquema para lavar dinheiro e promover o pagamento de propinas no país, informa o Correio do Povo. O procurador-geral do país, Néstor Martínez, informou que o político foi preso atendento a uma ordem de captura da Interpol, aquela mesma que tem Paulo Maluf na lista vermelha e ninguém fez nada a respeito ainda por aqui.

“Moreno foi preso por condutas que lesam gravemente a integridade desta instituição. A ordem de captura foi emitida pela Interpol pelos crimes de conspiração para lavar dinheiro com objetivo de promover o pagamento de propina e a corrupção na Colômbia”, afirmou Martinez.

Sugestão do leitor Igor Silva