Abutres ‘gays’ se tornam papais chocando ‘ovo de aluguel’

Um casal de abutres machos vive um longo relacionamento afetivo no zoológico Artis, em Amsterdã, na Holanda. Não desgrudam um do outro, acasalam e até fazem ninhos juntos. Só não dava para gerar um ovinho. Até que os funcionários do zoo descobriram um ovinho de abutre abandonado, que nenhuma outra ave queria chocar. Primeiro, o ovo foi para uma encubadora. Mais tarde, porém, perceberam que seria a chance de realizar o sonho do casal de abutres machos.

“Era um pouco arriscado e não tínhamos nenhuma garantia de sucesso, mas pensamos que, finalmente, essa era a chance deles”, disse Job van Tol, responsável pelo zoológico, à BBC. Como eles já tinham construído o ninho, foi só colocar o ovinho lá.

Leia também  Empresa pede desculpas após trem sair 20 segundos adiantado no Japão

Era quase impossível, mas aconteceu: eles chocaram o ovinho e ele rachou. O pequenino abutre tem hoje 20 dias de idade e é cuidado pelos papais abutre com muito carinho. Eles dão comida e protegem o filhote. “Como acontece com algumas espécies de pinguins, abutres fazem de tudo um pouco, alternando todas as tarefas ‘domésticas’. As fêmeas colocam os ovos, mas o casal choca e busca por comida juntos. Os machos estão programados para desempenhar essas tarefas”, afirma van Tol.