Foz do Iguaçu, com prefeito preso, elege prefeito inelegível

A coisa não está fácil em Foz do Iguaçu, linda cidade do Paraná. O prefeito escolhido pelo povo nas eleições de 2012, Reni Pereira (à direita na foto), foi alvo da Operação Pecúlio, que apura um esquema de corrupção com dinheiro do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e do SUS. Desde julho deste ano, está em prisão domiciliar, de onde acompanhou as disputadíssimas eleições desse ano, informa o Paraná Portal. Quem ganhou no último domingo?

Segundo o TSE, o eleito é Chico Brasileiro, com 54.488 votos. Mas nada está decidido. Na verdade, o mais votado foi Paulo Mac Donald (à esquerda), escolhido por 58.163 iguaçuenses. Mac Donald, porém, não pode simplesmente ser escolhido pelo número. Ele está inelegível, teve a candidatura indeferida pelo TRE com base na lei da Ficha Limpa, por condenações anteriores por improbidade administrativa e enriquecimento ilícito. E por que ele estava na lista para receber votos? Porque está recorrendo ao TSE e, se seus advogados forem bons, terá o direito de tomar posse.