Homem é preso por se passar por Neymar para conseguir vídeos íntimos

Um homem de 36 anos foi preso em uma lan house de Nova Serrana, Minas Gerais, por suspeita de extorquir mulheres depois te ter acesso a seus vídeos íntimos. Mas… Como ele conseguia esses vídeos íntimos? Primeiro, o homem procurava as mulheres dizendo ser um fotógrafo da revista Playboy. Depois, convencia as moças de que era amigo do jogador de futebol Neymar, da Seleção Brasileira e do Barcelona, e se fazia passar por ele para conseguir os vídeos. Pelo menos cinco vítimas do Rio de Janeiro foram identificadas pela Polícia Civil carioca, mas vídeos de outras mulheres foram encontrados no computador que o suspeito usava.

“Primeiro, ele dizia que gostaria de inscrevê-las no ‘Big Brother Brasil’. Depois as enganava, afirmando que teria comentado delas com o Neymar e que ele teria gostado do perfil delas”, afirmou Daniela Terra, responsável pela Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática do Rio de Janeiro, ao jornal O Tempo. “Como as garotas acreditavam estar conversando com o próprio Neymar, gravavam vídeos íntimos, conforme ele pedia. Depois disso, o suspeito passava a cobrar delas para não divulgar os vídeos na rede”, disse. Se forem comprovados os crimes de extorsão, ele pode ser condenado a 10 anos de prisão por cada uma de suas vítimas.