Senador falta ao funeral da sogra para não perder sessão do impeachment

O senador Ronaldo Caiado provou hoje por que é considerado um dos opositores mais ferrenhos da presidente afastada Dilma Rousseff. Odete Carvalho, sua sogra, morreu de enfarto aos 88 anos nesta madrugada em Salvador, na Bahia, onde morava. A cremação seria às 17h30, bem no momento da sabatina que senadores fazem com Dilma no congresso. Entre o funeral da sogra e a sessão do impeachment, Caiado decidiu não sair de Brasília, informa o Estadão.

Segundo ele, foi um apelo da própria família. No Facebook, ele fez uma homenagem a Odete, a quem chamou de “mãe em vida”. “É pelo Brasil e por minha família que vou fazer esse esforço, apesar de minha cabeça estar em Salvador”, afirmou.