Policiais são afastados depois de levarem recrutas para jogar Pokémon Go

Dois policiais de Commerce City, em Colorado, Estados Unidos, eram responsáveis por treinar recrutas, ensinar o beabá da vida de um “tira”, os perigos, as habilidades necessárias. Nunca fiz, mas tudo leva a crer que o treinamento de um policial é, no mínimo, exaustivo e perigoso. A turma desses dois, porém, não estava passando por muita canseira. Os superiores descobriram que, em vez de levar os alunos para treinos, os dois policiais estavam organizando expedições de caça a Pokémon.

Os oficiais foram afastados da função – e aposto que alguns recrutas ficaram bem tristes de não poderem mais ganhar pontos de experiência no Pokémon Go durante o trabalho. “Quando supervisores descobriram essa questão, avisaram imediatamente. Os turnos de treinamento dos oficiais foram retirados”, afirmou Julia Emko, porta-voz da prefeitura de Commerce City, segundo o Denver Post.