Os 5 bichos que viraram heróis salvando vidas humanas

Não tem sido fácil para os bichos recentemente. Primeiro, o gorila Harambe, de 17 anos, foi sacrificado no zoológico de Cincinnati, em Ohio, nos Estados Unidos, depois que uma criança caiu em sua área cercada. Depois, a onça Juma, também sacrificada depois de exibida como se fosse um bicho de estimação em uma festa da passagem da Tocha Olímpica em Manaus, no Amazonas. Independentemente das justificativas dos dois sacrifícios recentes, estamos sendo cruéis com os bichos. É um bom momento para lembrar o quanto eles já fizeram por nós. E não foi só encher a gente de carinho ou nos deixar estupefatos com sua beleza. Abaixo, os bichos – completamente diferentes uns dos outros – que viraram heróis salvando vidas humanas.

1 – A cadelinha Duda

BICHO 1

É bom começarmos logo com uma heroína brasileira. A cadelinha Duda, uma fox paulistinha mirradinha, mostrou que tamanho não é documento e partiu para cima de um pitbull para defender uma menina de 4 anos e um menino de seis, prestes a serem atacados em Uberaba, Minas Gerais. O pitbull era da vizinha, que deixou o portão de casa aberto, e o animal já tinha matado quatro cachorros, segundo depoimento do pai da criança. Duda, coitada, ficou toda arrebentada, mas conseguiu salvar o dia e, depois de um tempo no hospital veterinário, ficou novinha em folha. O caso foi em 2011.

 

2 – A gorila Binti Jua

BICHO 2

Essa lembra o caso do gorila Harambe, sacrificado em Cincinnati porque uma criança caiu em seu fosso. Só que o desfecho é completamente diferente. Binti Jua (que significa Filha da Luz do Sol) tinha oito anos em agosto de 1996 quando um menino de três anos escalou uma grade e sofreu uma queda de 5,5 metros dentro de sua jaula, no zoológico Brookfield, no Illinois. O menino ficou inconsciente e tinha uma mão quebrada e um corte grande no rosto. Binti foi na direção dele, enquanto o público do zoo gritava por ajuda, e pegou-o no colo para protege-lo de outros animais. Chegou a embala-lo, como fazia com seu filhote Koola, com 17 meses de idade na época. Koola, curioso, agarrou nas costas da mãe durante o incidente. Quando ouviu a porta de serviço de seu fosso abrir, Binti soltou a criança perto da saída para que fosse devidamente socorrida. O menino ficou quatro dias internado e se recuperou totalmente. Binti Jua virou a grande estrela do zoológico.

Abaixo, o vídeo do resgate.

3 – O papagaio Willie

BICHO 3

Esse papagaio chamado Willie mereceu até uma honraria da Cruz Vermelha pelo que fez. Em novembro de 2008, Megan Howard estava tendo um dia de babá da menininha Hannah, então com 2 anos. Deu o café da manhã dela e foi ao banheiro, rapidamente. De repente, seu papagaio, Willie, começou a gritar (em inglês) “Mamãe! Bebê! Mamãe! Bebê!” e bater as asas com força. Megan tomou um susto e correu para ver Hannah. A menina estava engasgada com a comida e, segundo relato, já estava ficando azul. Megan fez a manobra de salvamento Heimlich (aquela que as pessoas fazem nos filmes, apertando o engasgado pelas costas) e a menina desentalou e voltou a respirar. Segundo Megan, se não fosse o alerta de Willie ela provavelmente não chegaria a tempo.

4 – A elefante Ning Nong

BICHO 4

Em 2004, a pequena Amber Mason, então com 8 anos, estava de férias com a mãe e o padrasto em Phuket, na Tailândia. Seus momentos de maior felicidade na viagem foram com a elefante Ning Nong, de 4 anos. Os tratadores ofereciam às crianças passeios nas costas do animal, e ela foi uma das mais adeptas. Ela estava nas costas de Ning Nong quando o bicho saiu da água de repente e correu para o topo de uma colina próxima. O dono da elefante correu atrás. Foi o momento em que a primeira onda de um terrível tsunami atingiu a costa. O fenômeno natural devastaria parte do país. Ning Nong se manteve firme como uma rocha com Amber nas costas, evitando que a onda levasse os dois embora. Entre a primeira e a segunda onda, os pais de Amber encontraram-na em cima de Ning Nong e conseguiram escapar com ela para um lugar seguro. As duas amigas sobreviveram.

5 – Golfinhos anônimos

BICHO 5

O surfista Todd Endris nasceu de novo no dia 28 de agosto de 2007. Ele estava surfando na praia de Monterey, na Califórnia, quando foi atacado por um tubarão branco de aproximadamente 4 metros. O primeiro ataque do bicho só serviu para alertar o surfista de sua presença. Mas no segundo, o tubarão abocanhou Todd e sua prancha de uma só vez, abrindo um ferimento enorme em suas costas. Quando investiu pela terceira vez, o bicho tentou morder sua perna direita. Todd não tinha mais muita esperança de escapar quando um grupo de golfinhos que já havia acompanhado alguns surfistas durante a manhã cercou sua prancha e, formando um anel de segurança, espantou o tubarão até que o surfista pegasse outra onda para chegar à costa.