Homem que matou centenas a mando de Pablo Escobar vira youtuber de sucesso

John Jairo Velásquez, conhecido como Popeye, virou uma estrela do YouTube, com 100 mil assinantes em seu canal em menos de um ano de existência. Por que ele não fez isso antes, né? Porque ele passou 22 anos preso por ser o assassino preferido do traficante colombiano Pablo Escobar. Ganhou liberdade condicional em 2014. Estima-se que ele tenha matado 300 pessoas pessoalmente, ordenado a morte de milhares de outras e seja o responsável por pelo menos 200 ataques de carros-bomba durante a guerra contra as drogas em Medellín, na Colômbia, informa o britânico Guardian. Na foto, ele está à direita, ao lado de Escobar.

O canal do assassino preferido de Pablo Escobar tem um nome criativo – Popeye Arrependido – e conteúdo variado. Os vídeos de maior sucesso são os de perguntas e respostas, onde ele tira as dúvidas de seu público. Uma das perguntas foi: “Quantas pessoas Pablo Escobar matou com as próprias mãos? “Eu nunca, em todo o tempo que estive ao lado de Pablo Emilio Escobar Gaviria trabalhando, o vi matar uma só pessoa. Nós éramos os assassinos de confiança dele, nós é que cometíamos os crimes”, respondeu o Popeye Arrependido. “Há um certo grau de curiosidade mórbida sobre as mortes, eu admito”, disse ele em entrevista ao jornal britânico.

Os familiares das vítimas de seus crimes ficaram perplexos com a criação e o sucesso do canal. “É um tapa na cara para nós vê-lo se apresentar agora como um especialista, um consultor, já que ele não mostrou nenhum remorso pelo que fez conosco”, disse Gonzálo Rojas, filho de uma das 110 vítimas do voo 203 da Avianca, destruído por uma bomba. Esse foi um dos crimes bárbaros confessados por Popeye.