Homem atira no próprio braço e só descobre três dias depois

Michael Blevins, 37 anos, de Deltona, na Flórida, Estados Unidos, estava limpando um revólver calibre .22 em sua casa quando viu seu cachorro e segurou a arma contra o peito para que o animal não pulasse e causasse um acidente. Assim que levanta, Blevins ouve um barulho muito alto e a dor de coluna que tinha há anos fica lancinante, fazendo com que ele caia para frente. Ele cai de cara na quina de uma mesa de centro. Cortou o supercílio na queda e foi ali o único lugar onde sentiu dor. Estava de camisa preta.

Três dias depois, seguindo sua rotina diária, ele resolveu trocar de camisa – que nojo. Quando colocou a camisa nova, de cor marrom, percebeu uma mancha de sangue em seu braço esquerdo. Foi verificar e descobriu um ferimento de entrada e outro de saída da bala que tinha disparado acidentalmente contra si próprio. Foi pouco sangue, pois a ferida já tinha cauterizado, informa o Denver Post. Ele procurou um hospital na hora e, quando os médicos perceberam o motivo do ferimento, chamaram a polícia. A polícia foi à casa de Blevins e, depois de uma perícia, comprovou a veracidade dos fatos. Ele provavelmente não sentiu dor no braço porque tomava remédios fortes para a dor crônica na coluna. Mas precisa urgentemente tratar desse negócio de passar três dias sem tomar banho, e com a mesma roupa.