Homem processa empresa porque seu trabalho era muito chato

O gerente de uma empresa de perfumes da França achou que seu trabalho era muito chato, entediante, enfadonho, e resolveu processar a empresa por causa disso. Quem nunca pensou a respeito, afinal? Frédéric Desnard, de 44 anos, considerou que estava completamente esgotado em sua função de gerência, caracterizada pelo próprio como uma “descida ao inferno”, informa o inglês The Guardian.

Segundo sua reclamação na Justiça – ele pede 360 mil euros de indenização, o equivalente hoje a quase 1,5 milhão de reais – a empresa Interparfums deu, entre 2010 e 2014, quase nada para ele fazer. Quando dava algum trabalho, eram tarefas básicas, muito abaixo de sua capacidade profissional. Isso deixou Desnard “destruído” e em “depressão profunda”. “Eu tinha vergonha de ser pago para não fazer nada”, disse Desnard, segundo o jornal. A empresa ganhou em primeira instância, mas ele segue na batalha. Que não é apenas dele, sabemos todos. É de muitos!