Homem é condenado por amarrar filhos da namorada e forçá-los a ver filme sobre mãe má

O americano Glenn Oliver estava cuidando dos dois filhos da namorada – dois meninos de 4 e 6 anos – quando resolveu prendê-los na cadeira com fita adesiva para forçá-los a ver o filme “Mamãezinha querida” (“Mommie Dearest”), de 1981, que conta a história de uma mãe adotiva opressora.

O mais incrível é que a sugestão tinha sido da própria mãe dos dois, Mary K. Lucas, que queria provar com o filme, baseado em uma história real, que ela não era a pior mãe do mundo. Glenn Oliver, seu namorado, resolveu que a melhor maneira de provar que Mary não era assim tão ruim como mãe era prendendo as pernas, os braços e a cabeça dos meninos em cadeiras, obrigando-os a ver um filme cruel e, ainda por cima, ruim.

O caso ocorreu em agosto do ano passado, mas só agora Oliver foi condenado por maus tratos. O julgamento da mãe, Lucas, será em abril de 2016.