Britânicos oferecem R$ 1,5 milhão para encontrar assassinos de ganso

O amado ganso Grumpy Gertie, o mascote da vila de Sandon, em Hertfordshire, na Inglaterra, foi encontrado morto perto da lagoa onde viveu por 11 anos. A suspeita dos moradores é de que ele tenha sido morto a tiros por dois homens que passaram de carro pelo local.

O corpo de Grumpy foi enterrado, mas a polícia resolveu exumar o cadáver e enviá-lo para perícia no Royal Veterinary College, em Londres. A intenção é determinar com precisão se ele de fato foi morto a tiros. “O corpo foi enterrado antes que os oficiais chegassem à cena, então um deles precisou remover o ganso”, disse Giles Cooper, da polícia de Hertfordshire, ao jornal local Mercury. “Se pudermos confirmar que o pássaro foi morto isso, com certeza, vai ser investigado”, afirmou.

A comunidade de Sandon, porém, não pretende esperar pelas investigações da polícia e da universidade londrina. Depois que a história foi contada no programa do radialista Jeremy Vine, da BBC Radio 2, ouvintes consternados se cotizaram e oferecem uma recompensa de 275 mil libras, cerca de 1,5 milhão de reais na cotação atual, para qualquer pista que leve aos assassinos de Grumpy.

O ganso era tão querido em Sandon que uma cabine telefônica perto da lagoa onde ele morava virou ponto de homenagens póstumas. Os fãs de Grumpy deixaram por lá flores, fotografias e mensagens de carinho.