Acreana criou onça pintada por 3 meses achando que fosse um gato

O Batalhão de Polícia Ambiental do Acre resgatou na semana passada um filhote de onça pintada que era criado por uma mulher que achava que ele fosse um gato. A mulher, que não teve a identidade divulgada, criou o filhote por três meses.

“Ela achou na beira da estrada e levou para casa. Depois de três meses percebeu que era uma onça e nos procurou para saber como entregar o animal sem se prejudicar”, disse o major Carlos Negreiros.

Leia também  Homem usa submetralhadora para obrigar a mãe a fazer café em MG

De acordo com a Gazeta do Acre, A onça morava na casa da família com seis pessoas e tomava até mamadeira. “Ela está bonita e bem tratada, mas faltava carne na alimentação, já que ela se alimentava só de leite”, disse o policial.

O animal foi encaminhado ao Ibama e será reintegrado ao meio ambiente, segundo o órgão.